sábado, 23 de setembro de 2017

Odeio Protagonistas: Sensui Shinobu


Senhoras. Senhores. Bom dia /tarde/noite, a depender da hora que você esteja lendo essa postagem requenguelesca.

O quadro único sobrevivente que torna meu blog ainda ativo chama-se “Odeio Protagonistas” e hoje vem homenagear esse personagem monstruoso de tão lindo em sua criação.
O personagem é tão desgraçado que eu terei de explicar a trama primeiro, para depois inseri-lo, e fazer você entender por que que esse merece destaque aqui, e não Yusuke Urameshi, o personagem principal, e que também gostamos, estranhamente.

A trama do desenho desenvolve-se focalizando a vida de Yusuke, um garoto extremamente rebelde, que, pro razoes desconhecidas morre quando salva um garoto de um atropelamento.
Morto em um ato não previsto pelo mundo espiritual (que equivale ao céu) ele é transformado num detetive sobrenatural. Basicamente suas tarefas são: caçar demônios de pequeno porte, que passam, não se sabe como, a barreira de segurança entre o mundo dos homens (Terra) e o mundo das trevas (inferno). Tá...

A coisa bem por muito tempo, como desenho nos apresentando e desenvolvendo batalhas e personagens memoráveis (pena que Buy, O Rinoberante não fala, eu queria ele aqui...). Tudo corre num sentido lindo de previsão até que o desenho nos traz um problema: SOS, a barreira que separa o mundo dos humanos do dos demônios está sensível, a ponto de ser rompida. O que/quem estaria causando tamanhos problemas? É aqui que começa o texto...

A missão começa meio jururu, nada acontece, uma chatice. Até que ele surge: Sensui Shinobu. Ele, assim como Yusuke, foi, no passado, um detetive sobrenatural. O chefe de Yusuke pontua logo de cara: as habilidades são incomparáveis no momento: Sensui é um monstro classe S.

Mas o que teria feito um homem bom, um homem da lei, ter se corrompido e ido para o lado branco da força? Muito simples: em uma de suas missões, o aplicadíssimo Sensui teve acesso a materiais proibidos: fitas de vídeos, que mostravam perversidades (inclusive sexuais) cometidas pelos humanos contra os demônios de classe baixa, depois de presos, por quem por quem? Sim-im, pelos detetives sobrenaturais.

Ou seja: ele luta para proteger a ilibada humanidade das perversidades dos malditos demônios, e depois que vê que a coisa não é bem assim, com as fronteiras de higienização bem demarcadas, o que nos faz amar as abordagens do animê. Existem seres humanos mais perversos do que demônios (né Sakyo?), e o encontro com essa realidade chocante faz com que Sensui, ainda de cabelo de tigelinha, se questione, reveja seus conceitos, pensamentos, crenças; redimensione suas ações, arregace as mangas e o mangá.

Depois do choque, Sensui pira. O que era para ser protetor torna-se pretenso a maior algoz da humanidade, e seu plano é, nada mais nada menos que abrir um buraco que retém os monstros de maior porte no mundo das Trevas. A ideia é abrir a porta das desesperanças e fazer os demônios cobrarem os anos e anos de perversidades e perversões sofridas pelos seres humaninhos, que santos não têm nada.

Convocado para reter a buraco, Yusuke encontra-se com Sensui, o pau come, mas a fenda é de fato aberta, e o detetive é morto e, pasmem, revivido pela segunda vez.

Aproveitamos a palavra fenda para falar sobre a origem de Yusuke, é importante. Um revelação sobre ele é feita nesse momento: o detetive sobrenatural é um ser que descende da tribo maligna. O cruzamento foi feito anos e anos antes das divisões entre mundos se estabelecerem.

A técnica consiste em efetuar-se o cruzamento e manifestar o poder do mal na quadragésima quarta geração, que é Yusuke. Daí a explicação da não previsão de ele dar a vida pelo menino, na situação de sua primeira morte, no segundo episódio.

De passagem pelo túnel para inferno, Yusuke revive e estranha conhecer a paisagem, vegetação e relevo local. Fato que a luta continua, e o detetive sobrenatural é possuído por um dos três mais poderosos do inferno, que em menos de trinta segundos de combate mata Sensui.

Mas calma lá: o ex-detetive sorriu antes de tomar o ultimo tiro. Isso por que tudo saiu como o planejado. Sim, era parte do plano de Sensui morrer nas mãos de um dos maiores do inferno, como forma de pagar minimamente pelo que fez por muitos e muitos anos aos coitados seres do mundo das trevas.

Não à toa, quando o “pai” de Yusuke se apodera do corpo de mesmo, solta o verbo: “desculpe a demora”. Sugestivo não? Então...

Depois inventam um monte de ladainha póstuma, para amenizar a morte dele, mas... O interessante foi como ele viveu, o que ele fez...

Interessante que Sensui não é um demônio, e sim um humano com poderes.

Interessante sim... E inclassificável, pois o cara não é um vilão, porque não quer fazer o mal. Apenas quer concluir um objetivo, que diretivamente não fere ninguém.

É um anti-herói, mas nem tanto: anti-herói tem que se importar com a ideologia do herói e tentar se colocar como contra vetor as idéias do mesmo... Sensui é um avacalhado, Misantropo, alienado de si, esquizofrênico, psicopata, psicodélico... Liga pa-pombas de nada...

Desgraçado tão fora de classificação, que mesmo depois de morto não poderá ser julgado no mundo espiritual, porque não morreu na Terra.

Não será julgado no inferno também, porque não é um demônio, como já bem pontuamos oportunamente.

Por isso é levado pelo amigo, para uma dimensão onde só ficarão os dois, sozinhos... De certa forma é escatologia né? O cara vai apodrecer mais hora menos hora...
Ah-ma-não importa! Ainda assim o amor venceeee, aêeee... Coraçõezinhos para eles...
E é isso...

É essa a nossa homenagem mais ou menos a esse personagem mais que perfeito do animê/manga Yu Yu Hakusho, de Yoshihiro Togashi, mesmo criador de Hunter X Hunter (ah, não se admirem se surgir um Risoka por aqui viu? Já vou logo avisando).

A homenagem a um personagem que, sendo a antípoda, sempre fica a pergunta no ar: se Yusuke tivesse acesso aos conteúdos das tais fitas, o que aconteceria?

Será que ele também viria para a chapa 2?

Se transformaria, também, em um detetive contra o sistema?

Viria para o partido de esquerda com Sensui e sua trupe? Íamos amar...

Ficaria transtornado também?

Nós trintões (vixi tô véi) bem sabemos que esse negócio de ter acesso às fitas cassetes de conteúdos proibidos para menores na década de 90 transformava a vida a(s) cabeça(s) de qualquer jovem, então faz-favor: não culpem o coitado do Sensui por favor pel’amor de Deus...

Gente o texto ficou muito ruim, mas é isso...

Assistam ao anime e vejam...

No mangá é beeeeeeeeeeeeeeeeeeeeem melhor, porque Sensui é beeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeem pior, e, mesmo depois de morto, suas ações desencadeiam fatos que culmina em uma senhora tapa na cara da hipocrisia celestial... Togashi é FODA...

Mas isso eu não tenho como contar aqui...

Beijos, bye-bye Babies...

Atenciosamente,

Emerson.

Ah: o desenho está disponível completo no Youtube. A saga de Sensui começa lá pelo ep 68/70...

Como afirmamos é meio merda no começo, mas depois esquenta. Esquenta infernalmente (Mua-Hahahah).


Recomendadíssimoooooooooooooo...



Nenhum comentário:

Postar um comentário